sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Saindo por aí...

"Jacó também seguiu o seu caminho, e encontraram-no os anjos de Deus" (Gênesis 31:3)




Acontece com todos, ou quase todos...

Num momento da vida qualquer sentimos a necessidade de sair sem rumo...

Sair por aí, sem mapa nem itinerário.

Na esperança de topar com sabe-se lá o que, partimos sem lenço nem documento.

As placas pelo caminho não parecem indicar o país das maravilhas, mas, como se disse, para quem não
sabe onde ir qualquer caminho serve.

A fuga de si mesmo para encontrar-se... paradoxos da existência.

Paisagens desconcertadas e passantes ignorados testemunham a indiferença do caminhante que passeia,
absorto em seus pensamentos.

A vida escondida em cada um carrega seus motivos misteriosos.

Partimos, talvez nem tanto para chegar, mas para distanciar-se do tédio dos que nos olham sem ver, ou nos ouvem sem compreender...

Ou mesmo da mesmice que entorpece emoções latentes.

Sair por aí pode parecer coisa de gente perdida, com a vantagem e o risco de poder, enfim, encontrar-se.

Não são todos que se satisfazem apenas com sombras projetadas na parede.

Grandes homens saíram por aí, profetas e até Deus.

Moisés subiu a montanha, O Cristo embrenhou-se pelo deserto...

Ambos retornaram cheios da glória de Deus.

O primeiro encontrou o segundo em forma teofânica da sarça que ardia,
como arde o peito do peregrino que caminha pela existência em busca de resposta, e que sem saber, já está no rumo...

No rumo do Caminho.



Marcelo de Paula



Para uma grande pessoa,
Bia Rodrigues


2 comentários:

  1. Muito bom professor!!
    Admiro sua maneira de escrita e a forma que consegue dilacerar, com tamanha destreza, a alma do ser humano...

    Parabéns!

    Abs,
    Lucas Novaes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu amigão, Também tenho acompanhado suas alusões a Deus nesse mundo virtual a fora. Deus continue te iluminando sempre.

      Excluir